© 2016 todos os direitos reservados. 

  • YouTube - White Circle
  • Facebook - White Circle
Ibeji e os gêmeos

Esse trabalho foi encomendado pela Oficina Oswald de Andrade. Público-alvo: 20 adolescentes atendidos pela ONG Treme-Terra.  Objetivo: despertar o interesse dos jovens pela cultura africana. Para isso resolvemos contar a historia maravilhosa de Sundiata, rei do Mali, enfatizando a estranha importância que se confere aos gêmeos naquela região. A historia foi recriada pelo grupo e materializada através de fotografias e recortes.

Projetos

Conheça um pouco mais cada projeto já realizado.

Um dia em Israel

 

Aconteceu no evento “Cultura e Identidade. Comunicação para a Igualdade étnico-racial” promovido em São Paulo pela UNICEF, Fundo das Nações Unidas para a Infância.

Jovens de diferentes origens foram convidados a fazer apresentações teatrais ou audiovisuais sobre sua cultura e suas raízes. O pressuposto era de que independentemente de raça ou etnia, os jovens devem ser estimulados a reconhecer e valorizar a diversidade cultural e o diálogo intercultural.

A apresentação “Um dia em Israel” foi montada a partir da criação coletiva de 40 crianças do colégio Renascença, escola judaica de São Paulo. O vídeo narra a viagem dos protagonistas por Israel e foi produzido a partir de fotos dos acervos familiares do alunos.

João da tribo

Eram 20 crianças do Jardim 1 e 2 da Escola Miguilim. O objetivo era estimular o gosto pela leitura. As crianças estavam aprendendo sobre índios e o tema ainda suscitava muito interesse. A história criada pelo grupo descreve  uma visita do João à uma tribo.  Os personagens ganharam vida em massinha e os cenários em aquarela. Tudo – roteiro, personagens e cenários foi criado e executado pelas crianças. Ficou tão legal que resolvemos produzir um livrinho com o CD encartado para a mães lerem a historias para as crianças.

Pra onde vai o pensamento

“A Menina de Lá” é um dos contos mais conhecidos e, ao mesmo tempo, mais misteriosos de Guimarães Rosa. Esse conto, passível de múltiplas interpretações, foi o tema gerador de uma oficina de criação para adultos que dei na Casa da Palavra Mário de Andrade em São Paulo. Nesse caso os fundos e personagens foram produzidas a partir de recortes de jornais e revistas.

Me perdi e me achei no Brasil

Normalmente os participantes das minhas oficinas se reúnem num mesmo local. Nesse caso foi diferente, pois esse projeto envolveu crianças da 4a série do ensino fundamental de uma escola publica de Fortaleza, CE e crianças de idade e escolaridade equivalentes de uma escola de Villejuif, cidadezinha próxima a Paris. Nossas reuniões de criação foram feitas por vídeo-conferência. Obviamente, do lado de lá, havia uma interprete de português. Sugerimos a criação de uma aventura em que uma criança francesa se perde no Brasil. Para estimular o intercambio cultural, sugerimos ainda que, na elaboração das artes, as crianças francesas se inspirassem na literatura de cordel e as crianças brasileiras descobrissem o maravilhoso trabalho do pintor francês Fernand Leger. O projeto foi encomendado e supervisionado pela Universidade Virtual do Ceara e teve reconhecimento através do Prêmio de Artes Digitais e APLICATIVOS EDUCACIONAIS do IV simpósio de hipertexto e tecnologias na educação.

Portal dos Guardiões

Araçatuba fica a 522 km de São Paulo. Nessa oficina promovemos, através de videoconferência, o encontro entre 40 crianças da Escola Estadual Ludovina Credidio Peixoto, em Araçatuba, e da EMEI Prof. Lauro Bittencourt, em São Paulo. Na troca de informações entre os grupos surgiu um elemento em comum: o rio Tiete, que atravessa as 2 cidades. A partir dai, as crianças criaram o Portal dos Guardiões, que dá acesso magico às cidades. 

A oficina foi tão envolvente que as crianças de Araçatuba vieram à São Paulo para o lançamento do vídeo e foram muito bem recebidas pelas crianças e professores daqui, com direito, inclusive, a almoço e jantar.

Foi realmente lindo!

Aconteceu em São Paulo

Esta foi a primeira vez que usei barulhos de boca em uma história, nesta época estava testando e adorei o resultado.

Animação criada e produzida por 20 crianças da Escola Pedro II em parceria da Oficina da Palavra Mário de Andrade (Oficinas culturais do Estado de Sao Paulo).

Foram 2 crianças de cada série do ensino fundamental, do 2o ao 4o ano. O roteiro partiu da história de vida dos pais, de como se conheceram. A técnica utilizada para os desenhos foi lápis de cor e giz de cera.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now